Serviço não disponível no momento!
Cartão Melhor
Link Cidades
Dist
fechar Viação Sudeste
Indique para os seus amigos
Indique para os seus amigos

15/08/2016
Bilhetagem eletrônica traz muitos benefícios ao transporte coletivo urbano
Informativo Transdata

imagem

Redução das filas, evasão de receitas e diminuição dos assaltos no interior dos ônibus estão entre alguns dos pontos positivos desta moderna tecnologia.
Além de todas as vantagens já conhecidas sobre a tecnologia empregada ao sistema de transporte coletivo público, a bilhetagem eletrônica desenvolvida pela Transdata Smart - implementada, entre outros, nos ônibus da Região Metropolitana de Curitiba (RMC) - traz muitos benefícios tanto aos empresários quanto aos usuários.
Aos primeiros, a inibição da evasão de receita, graças à substituição do dinheiro embarcado por créditos eletrônicos. Também permite ao empresário uma melhor gestão das tarifas cobradas em relação aos passageiros transportados. Isso ocorre devido à sistemática do processo: todos os passageiros (sejam usuários comuns ou quem possui algum tipo de beneficio), ao passarem pela catraca, registram seus cartões no validador.
Ao final do expediente, quando o ônibus chega à garagem, todos estes dados são descarregados e usados como base para a formação de um completo relatório. "Com esta ferramenta em mãos, o empresário consegue ter uma visão macro de seu negócio, avaliando e reparando rapidamente eventuais disparidades", explicar Devanir Magrini, diretor comercial da transdata Smart, principal empresa do Brasil no desenvolvimento de soluções integradas em ITS dedicadas à mobilidade urbana.
As vantagens estendidas aos usuários, por sua vez, podem se facilmente percebidas no uso cotidiano do transporte. Em primeiro lugar, a evidente redução das filas, assegurada pelo embarque rápido devido à inexistência de troco na passagem. Outro fator importante é a redução de assaltos, pelo fato de não haver mais circulação de dinheiro vivo no interior dos ônibus. Dados divulgados em abril deste ano indicam uma queda de 16% nos assaltos em ônibus, terminais e estação-tubo do sistema de transportes de Curitiba e Região Metropolitana de 2014 para 2015.
Dos 3567 assaltos em terminais, estação-tudo e ônibus registrados em 2014, passaram - se a 2995 assaltos no ano seguinte. "Este é um número que mostra o poder que a bilhetagem eletrônica possui de ampliar a segurança deste serviço público", diz Magrini.
"Além de aprimorar nossa gestão e controle interno, a bilhetagem eletrônica traz benefícios diretos à própria comunidade, uma vez que colabora com a qualidade de vida e a segurança dos usuários do transporte público", conclui Lessandro Zem, presidente da Metrocard, associação que congrega a empresas do transporte coletivo que atendem a Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

 




voltar
rodapé Flecha Branca Cartão MelhorViação Santa Luzia